sexta-feira, abril 21, 2006

Sonho de homem

Acho que é o de ter uma Amélia ao lado


















Eu nunca vi fazer tanta exigência
Nem fazer o que você me faz
Você não sabe o que é consciência
Não vê que eu sou um pobre rapaz

Você só pensa em luxo e riqueza
Tudo que você vê você quer
Ai meu Deus que saudade da Amélia
Aquilo sim é que era mulher

Às vezes passava fome a meu lado
E achava bonito não ter o que comer
E quando me via contrariado
Dizia, meu filho, o que se há de fazer?

Amélia não tinha a menor vaidade
Amélia que era a mulher de verdade
Amélia não tinha a menor vaidade
Amélia que era a mulher de verdade

Música: Ai que Saudades da Amélia
Autoria: Ataulfo Alves
Letra: Mário Lago
Interpretação : Demônios da Garoa

12 comentários:

É assim que eu sou disse...

Felizmente Amélia, ERA mulher de verdade. Eu já prefiro ser mulher meio de verdade.
beijos

Sonia disse...

Se Amélia era mulher de verdade ou não, Beth, esta música me trouxe uma nostalgia, saudades do meu pai que agora vive no céu. Ele adorava ouvir Ataulfo Alves....
A interpretação dos Demônios da Garoa também é ótima. Gostei da interpretação da amiga de cima "mulher meio de verdade". Não dá mais para sermos como aquela Amélia.

Sonia

P.S. Adorei o quadro da mãe com bebê do outro post - você arrasa!

Clarice disse...

Cada vez "somos" menos Amélias e mais de verdades, né?
Fizeste filhos lindos e agora que tua obra está pronta passaste a criar lindos quadros. Pessoas com dom para o belo nãoparam a produção. A Charlotte é uma boneca.
Beijossss Beth, um bom fim de semana cheio de sol.

Sonho Meu disse...

Oi Beth,
Todas nós de uma certa forma, quer queira ou não, temos um pouco ou muito da Amelia, nao é mesmo???hehehehe
Bjokas,
ME

celia disse...

Ainda bem que esse tempo ja passou, ou nao passou? Bom fim de semana. Bj

Roseane disse...

Elizabeth já copiei a figura...bom final de semana!

Meire disse...

Mas continuamos sendo Amelia, com a diferença de exigimros deles sua parte de "Amelio" na historia.
Beijos
Meire

Luz disse...

Bom dia Elizabeth!
Hoje acordei sorrindo, meu filho Alexandre deixou seu portátil para eu postar no meu blog. Eu vivo no meio do “mato”, e a Net em casa é cara e lenta, a PT diz-me que tenho que esperar mais uns meses para poder aceder à ADSL. Bom chega de conversa… Eu só queria dizer: hoje acordei sorrindo e meu sorriso ficou mais iluminado quando li o comentário de Elizabeth.
Oh, pá! Comecei de seguida a ler seu bolg e como é habito meu, tenho que percorrer os blogues desde o início.
Elizabeth, estou por demais contente conhecer a senhora, adoro o seu perfil, a senhora escrever: PRETA, POBRE E SUBURBANA LÁ DA CIDADE ALTA. BLOG SEM GRANDES PRETENSÕES, NADA DE IMPORTANTE SOMENTE COISAS BANAIS DO MEU DIA A DIA.
Acredite em mim, adoro o seu tom de pele, acho a senhora linda e verdadeira.
Prontos! A nossa amizade já nasceu... Deus é grande porque me concedeu o privilégio encontrar você!

Um abraço com as cores do arco-íris!

valter ferraz disse...

Beth: Amélia? nos dias de hoje? sei não, acho que não dá mais. Nós,homens, estamos fritos.

Anônimo disse...

Great work!
[url=http://ftycrcsf.com/hzwg/ihtr.html]My homepage[/url] | [url=http://obfakgfx.com/unrr/jiqk.html]Cool site[/url]

Anônimo disse...

Thank you!
My homepage | Please visit

Anônimo disse...

Good design!
http://ftycrcsf.com/hzwg/ihtr.html | http://axbvaqpb.com/iyoo/cfxa.html