terça-feira, agosto 01, 2006

Semana Mundial da Amamentação - Blogagem Coletiva

"Amamentar é da natureza da mulher"
As mulheres sadias conseguem produzir leite materno e também doar, independentemente da idade em que se é mãe, tipo de parto realizado e tamanho dos seios. Mulheres portadoras de doenças, como as infectadas pelo vírus HIV, que façam uso de medicações ou drogas, que sejam alcoólatras ou que fumem mais de dez cigarros por dia estão impedidas de doar leite, segundo orientações do Ministério da Saúde.
Para uma boa amamentação, a posição do bebê ao seio e a forma em que ele pega a mama são fundamentais. O ato de sugar o peito é o que estimula a produção de leite. Por isso, começar a amamentar desde a sala de parto facilita a descida mais rápida do leite.Algumas dicas para as mães:
• Busque uma posição confortável, seja deitada, em pé ou sentada, de forma que todo o corpo do bebê esteja voltado para o da mãe.
• Em vez de colocar apenas o mamilo na boquinha do bebê, a mãe deve oferecer-lhe toda a aréola. Ele deve pegar o máximo possível. Dessa forma, os lábios do bebê ficam virados para fora, como uma "boquinha de peixe".
• Diariamente, exponha os mamilos ao sol durante alguns minutos e passe um pouco do próprio leite na região da aréola para eliminar bactérias, umedecer e manter a elasticidade da pele. Esse procedimento evita rachaduras e fissuras de bico.
• Se o mamilo parece achatado quando sai da boca do bebê no fim da amamentação, se a mãe sente dor nos mamilos durante e após a lactação ou o bebê parece desconfortável, a mamada está sendo feita de forma incorreta.
• Mães que acumulem leite devem tirá-lo para evitar empedramentos ou mastite.
• Amamente seu filho. Antes de deixar que outra mulher o amamente, busque orientação médica ou ajuda nos bancos de leite.
• O uso de bicos, chupetas ou mamadeiras deve ser evitado, pois prejudica a amamentação. Os bebês que usam mamadeira acabam largando o peito.

Uma das maneiras de diminuir a morte prematura de crianças nos países pobres seria o ato de amamentar. Segundo FN e a Organizacão Mundial da Saúde morrem 1,5 millões de crianças por ano, somente em doença tipo diarréia. Se toda criança recebesse o leite materno durante os primeiros seis meses de vida, muitas vidas seriam salvas. Nos lugares onde é dificil o acesso de água limpa o risco de um bebe que usa mamadeira morrer é 25 vezes maior do que um bebe que seja amamentado. A maioria das mortes se dá por conta da desidratação por causa das diarréias.
O IBFAN (International Baby Food Action Network) trabalha para que crianças do mundo inteiro sejam amamentadas e que os produtores de leites artificiais vendam o produto de uma maneira mais seriosa, pensando sempre no que é melhor para cada criança.
Segundo o Ibfan , o governo precisa apoiar o aumento da amamentação e ser mais rigoroso com os comerciais de leites artificiais. A industrias de mamadeiras, chupetas e leites tentam assegurar as mães de que é melhor usar os produtos oferecidos por eles além da facilidade. Desde 1981 existem regras internacionais de como uma empresa pode fazer comercial do seu produto. Muito pelo trabalho do Ibfan que está atento as empresas ao mesmo tempo que procura dar informações aos pais sobre uma alimentação rica e saudável para os bebes.

10 comentários:

ana pontes disse...

Que bonito Beth, é um assunto sério, e que deve ser dado a importância devida.
Voce sabe que eu aos quarenta anos, em uma passada pelo dentista, ele me perguntou se eu tinha sido amamentada por muito tempo, porque com a minha idade tinha dentes muito sadios, eu disse a ele e vou dizer prá vc tb, mas não conta prá ninguém, eu mamei no peito até os cinco anos.
Tinha que mamar sentada, porque no colo já não dava mais.
Beijos

Francy disse...

Cheguei pelo blog da Ana. e Gostei.
Importantissimo falar sobre amamentação.
Vou procurar alguma coisa para tb postar.
beijinhos,

Déia disse...

Adorei seu post!!
Também estou participando, e falei sobre amamentação prolongada.

Beijos
Andréia

luma disse...

Que as mamães de primeira viagem possam se beneficiar com essa postagem coletiva. Beijus

Roseane disse...

A blogagem coletiva tà muito legal.

Telma disse...

Oi Beth, só assim eu lhe visitava né?
Como sempre adoro seus posts ,sua maneira autentica de escrever.
Beijos

Luz disse...

Olá Beth
Eu amamentei todos meus filhos, o Mais novo teve menos sorte, ele foi prematuro, mas mesmo assim tirava leite para ele.
Eu adoro recém-nascidos, dou-me muito bem com eles.
Boa ideia este post!
Beijo

Clarice disse...

Já vou copiar o texto e enviar por email para divulgar mais. Pena que as pessoas que mais precisariam ler não tem tanto acesso a boas informações.
Abração, Preta

Regina disse...

Muito boas as dicas, Beth! Eu me lembro que tb tomava sol no peito e usava o proprio leite para evitar rachaduras. Um santo remedio! Eu usei ate para a assadura do bebe.

Bjs.

Regina

Ciça disse...

São dicas preciosas, principalmente a da pega... muitos pediatras não sabem como orientar para uma pega correta. Que sirva para muitas mães que aqui venham!