quinta-feira, janeiro 11, 2007

Tuvalu um Paraiso no Pacífico















Benvindos a Tuvalu (Capital Fongafale) , um dos menores e mais isolados países do mundo, no meio do pacifico a 100 milhas distante da terra mais próxima.


















Tuvalu é constituido de nove pequenas ilhas, com um aeroporto (com três vôos semanais), uma rua asfaltada , um hotel e uma pensão , pouquissímos restaurantes e sem endereços. Se estiveres a procura de alguém é só dizer o nome e te levam até lá, todos se conhecem.Existem poucos mercados com comida e a única coisa e a mais valiosa que se pode comprar de lá é um selo.Tuvalu tem uma população de cerca 9700 habitantes , que são distribuidos em 373 hab/ km2 . Mesmo sendo considerado um paraiso recebem menos de 1000 visitantes ao ano.As ilhas de Tuvalu são formadas por atóis (atol = topo de uma cadeia vulcânica submersa no oceano) numa área de 26 km2.



























Apesar do tamanho do país, o governo está muito enganjado com o problema do aquecimento global, e por alguns anos atrás eles tentaram processar os USA por não terem assinado o Protocolo de Quioto (o plano internacional para diminuir a quantidade de gases que provocam o efeito estufa). O governo está muito preocupado que ilhas como Kiribati, ilhas Marshall e Tuvalu venham a desaparecer no mar com a elevacão das águas.Em plena zona equatorial, a altitude máxima do conjunto de atóis é de 4 metros – isso mesmo, 4 metros. E se o nivel do mar subir 88 cm até 2100 como previsto, Tuvalu será uns dos primeiros países a desaparecer com quando o degelo das calotas polares se tornem reais – e já estão se tornando. O governo já está negociando com outros países a posibilidade de receberem os habitantes que precisarem mudar-se da ilha. A Nova Zeelandia já prometeu que poderá receber alguns dos imigrantes que seriam creio eu "asilados do meio ambiente"Politicos tentam abrir os olhos do mundo para o problema, mas muito creem ser muito cedo para tais preocupações, muitos dos habitantes mais idosos já constataram algumas mudanças e creem que Tuvalu em breve será o nosso tempo " Atlantis" o paraiso perdido.







O que podemos fazer para evitar que o nosso mundo seja destruído e por nós mesmos? O que sobrará para nossos filhos e netos?
O assunto é interessante e preocupante, mais como detesto ler e escrever posts enormes vou parando por aqui....

2 comentários:

Ceci disse...

Beth, estou contigo e não abro. Vamos divulgar esse assunto em tudo que for espaço possível, mexer com as pessoas em torno, formar uma ventania capaz de tirar a moleira de Bush. Amei este post, amei. Beijos, menina!

Luz disse...

Olá Elizabeth

De facto todos os dias, fala-se do aquecimento global ao qual todos os governos, deveriam se preocupar a sério, mas apesar dos constantes avisos, parece-me não ver melhorias nesse sentido. Cada vez mais se vê os efeitos do aumento da temperatura terrestre em todo o mundo.
Em Portugal notamos as mudanças climáticas, estamos no Inverno, o sol radia, hoje fui às compras, vesti uma saia e blusa ligeira, derivado ao calor… impressionante!
Todos nós, temos o dever de tomar medidas… é fácil pesquisar sobre o assunto e fazer os possíveis para sermos melhores cidadãos.

Beijinhos