quarta-feira, dezembro 27, 2006

Estou de volta

Sim, eu poderia abrir as portas que dão pra dentro
Percorrer correndo, corredores em silêncio
Perder as paredes aparentes do edifício
Penetrar no labirinto
Um labirinto de labirintos dentro do apartamento
Sim, eu poderia procurar por dentro a casa
Cruzar uma por uma as sete portas, as sete moradas
Na sala receber o beijo frio em minha boca
Beijo de uma deusa morta
Deus morto, fêmea língua gelada, língua gelada como nada
Sim, eu poderia em cada quarto rever a mobília
Em cada um matar um membro da família
Até que a plenitude e a morte coincidissem um dia
O que aconteceria de qualquer jeito
Mas eu prefiro abrir as janelas
Pra que entrem todos os insetos


Quanto o telefone tocou e ouvi a voz do meu ex-marido dizendo que tinha uma má noticia, pensei comigo mesmo algo aconteceu ao Felipe; e sinto vergonha do alívio que senti ao ouvir que não era o caso.
Ainda estou triste mas sei que meu pai não gostaria de ver assim, já o imagino na sua calma a dizer:
_É a vida minha filha, Deus sabe o que faz...
Fui trabalhar no dia seguinte para não precisar ficar em casa pensando e no mesmo tempo que meu pai estava sendo enterrado eu estava tomando conta de outros idosos no asilo e quem sabe com isto mandando flores para o céu.
O pior de tudo é a distancia, aniversários, nascimentos e mortes passam por mim sem que eu possa fazer parte, mas é o preço que tenho de pagar por morar na Europa.
Deus levou meu pai, mas deu-me amigos novos para ajudar a suportar a perda, sou grata a todos vocês.
Beijos e Feliz 2007 para todos meus novos e velhos amigos e claro para os que estão a vir.

8 comentários:

valter ferraz disse...

Opa! obrigado pela parte que me cabe.
Abração prá você

Luz disse...

Ai! Minha Amiga Elizabeth

Como eu te compreendo,
o quanto é doloroso estar longe de gente que nasce ou morre, que casa ou se separa… longe dos abraços afagos, perder milhares de beijos, não ver os sorrisos e até as lágrimas sentidas… de uma irmã, de um amigo...
um parente doente

Como é penoso não acompanhar um ser até a sua última morada fria… depositar umas flores sem graça, um pouco de terra de ninguém.

Estás triste Elizabeth, seu pai não gostaria de a ver assim… encostou a cabeça perto do seu coração, ouça ele soprar-lhe baixinho:
É a vida minha filha, Deus sabe o que faz...

abre as portas de dentro
deita para fora o sofrimento
percorre a vida que é feita de mágoas e alegrias
não te demoras nos labirintos
cruzar terras, mares e céus
recebe um abraço de todos
em cada membro da família, encontra a tua força
porque amanhã será quase o fim
e um ano novo vai começar

O ANO 2007 e mais outros virão,
uns bons outros assim-assim, Deus sabe o que faz...

eu admiro você Negra, Artista, Mãe, Trabalhadora, Amiga, Mulher, Lutadora, Apaixonada

limpa as tuas lágrimas e vai dançar

2007 beijos só para ti!

O Meu Jeito de Ser disse...

É assim. Queremos te ver alegre, mesmo que por dentro a dor maltrate. Sabemos o quanto dói, mas a tristeza nãoé boa companheira.
Peça a Deus que dê a seu querido paizinho muita paz em sua nova morada, e que dê alívio para o seu coração.
Que o próximo ano seja só de alegrias. Nós estaremos aqui, longe, mas pertinho do seu coração para lhe dar muito amor.
Um beijo a todos.

Elis disse...

Oi,amiga!
Que notícia triste!Mas,é como vc disse...é nosso preço a pagar por morarmos tão longe.eu fico cheia de medo tb.Mas,fazer o q...
Por aqui tudo na paz.O Natal foi ótimo e eu senti aquela falta terrível da minha família e tal,mas tenho aprendido aos poucos a conviver com essa "dor".
O ruim por aqui é q o pai do meu marido ta mto doente e o médico disse q ele nao passa de 2 semanas...os filhos estão na fase de tomar certas decisões.É duro,mas...vamos vivendo!
Bjo

Claudia disse...

Linda... que triste... e é duro concordar com seu pai... é a vida. Não tem como fugir.
Que vc tenha um 2007 abençoado.. vc e sua família... a que está aí com vc e aqueles que estão aki nas terras brasis... beijos!!

Janaina disse...

Neuma:

Que 2007 traga muitas coisas boas a vc e sua família.

Beijos

Naldy disse...

Postei. Primeiro de 2007. Vem ler o que andamos fazendo!
Desejo uma semana maravilhosa para vc!

Luz disse...

OI, minha querida amiga...
BETH "VOLTA PARA NÓS" muito trabalho, né?!
Gostamos tanto do seu sorriso, pois, ele nos dá forças e coragem... esperamos fazer o mesmo para VOCÊ!

beijos

A solidão é fera... a solidão devora, é prima/irmã do tempo… causando lágrimas a toda gente!